Carta aberta da AMME

A AMME, Associação Mãos de Mães de Pessoas com Esquizofrenia, pede mais proteção e respeito na semana de Conscientização sobre a Esquizofrenia.

Em 14 de agosto de 1941, o polonês Maximiliano Maria Kolbe recebia uma injeção letal dos guardas nazistas. O motivo se deu por conta da fuga de um prisioneiro do campo de concentração. Como forma de vingança, os guardas escolheram 10 pessoas para morrer, entre eles, um pai que se pôs a gritar por clemência e foi neste momento que Maximiliano pediu que o levassem no lugar deste pai, sendo Padre, foi a deixa para os guardas sanguinários.

Em 25 de maio de 2022, um dia após o Dia Internacional da Pessoa com Esquizofrenia, 81 anos após a morte de Maximiliano, policiais brutalmente tiram a vida de Genivaldo de Jesus, sendo ele, pai, pobre e com esquizofrenia.

Em nenhuma das situações Maximiliano ou Genivaldo ofereceram resistência.

Maximiliano foi canonizado em 1982 pelo Papa João Paulo II.

Genivaldo foi para o IML deixando esposa e filho enlutados.

A AMME – Associação Mãos de Mães de Pessoas com Esquizofrenia, vem por meio desta mostrar total indignação, comoção e fazer um apelo para que se cumpra a lei, onde a pessoa com Esquizofrenia teve seus direitos roubados quando deparada diante daqueles que representam a lei criada com o propósito de proteção.

A esquizofrenia traz consigo um rótulo demasiado timbrado por aqueles que a desconhecem, levando a crer que todos que dela vivenciam são pessoas de má índole, violentas e extremamente perigosas. Bem, temos a prova diante de todos que esta é uma inverdade e que pessoas “ditas normais” e preparadas para cumprir a lei, podem oferecer perigo ao cidadão.

A AMME solicita à Polícia Rodoviária Federal uma resposta pública fornecendo informações de como é feito o treinamento da corporação no que se refere a contenção física, já que os policiais alegam precisarem conter Genivaldo, o que é claramente visto em vídeos que o mesmo não esboçou qualquer atitude violenta.

Hoje, 27 de Maio, termina a Semana de Conscientização sobre a Esquizofrenia e queremos aproveitar deste triste momento para chamar atenção à população, aos profissionais da mídia, as Secretarias de Saúde, aos Governos – Municipal, Estadual e Federal para que compartilhem de campanhas de conscientização, não apenas da Esquizofrenia, mas do respeito aos cidadãos que levam consigo um diagnóstico, mas jamais uma sentença.

E que Genivaldo, com sua morte, traga aos seres humanos um pouco mais de empatia, tão em falta atualmente.

Maximiliano foi um exemplo de amor ao próximo, dando sua vida por outro.

Genivaldo, foi um exemplo do que nenhum ser humano deveria passar.

Sarah Nicolleli – Presidente da AMME

*Notícia publicada no Papo de Mãe – portal UOL. Acesse: https://papodemae.uol.com.br/noticias/carta-aberta-da-amme.html

Ouçam nossas vozes

Caso Não esteja visualizando o vídeo -> https://www.youtube.com/watch?v=NRjevsxIs8o

Como principal ação da campanha #OuçamNossasVozes, que visa ampliar o diálogo e quebrar preconceitos sobre a esquizofrenia, estamos lançando uma música muito especial. Ela leva o nome da campanha e nasceu de uma incrível parceria entre Allyson Mariano, músico diagnosticado com esquizofrenia há nove anos, e ninguém menos do que Nando Reis. A convite da Janssen, Allyson compôs a letra e Nando fez os arranjos – além de emprestar a voz, claro. Nos backing vocals, temos a presença do ator Babu Santana e da youtuber Hana Khalil, além de colegas da Janssen, médicos, pacientes e representantes de entidades apoiadoras da campanha. Saiba mais sobre a campanha em: https://www.janssen.com/brasil/blog/

LIVE sobre Fechamento do Hospital Galba Velloso em BH

O Governo do Estado de MG decidiu fechar o Hospital Psiquiátrico Galba Velloso, deixando desassitidos os pacientes psiquiátricos graves. O motivo? seria ceder os espaços para leitos para pacientes com Covid, o que não aconteceu. Nossa pergunta: o que envolve tudo isso? e estas famílias que tiveram que tirar seu familiar do hospital em 24 horas? um descaso com o ser humano.

E é sobre isso que vamos falar nesta LIVE.

Carolina é irmã de um rapaz com Esquizofrenia e lider do movimento Eu me Importo. Laura era enfermeira no Galba e atualmente também fundou o Movimento Renova Galba. 

Venha conosco!

DIA MUNDIAL DA PESSOA COM ESQUIZOFRENIA – APOIO DA PRIMEIRA DAMA

Este vídeo é de grande importância, não apenas por levar as informações no que trata da esquizofrenia, mas porque, pela primeira vez na história, recebemos o apoio do Governo Federal, pela Primeira Dama Michelle Bolsonaro. Falar sobre a Esquizofrenia ao alcance de todos é um dever do Estado, pois só assim, estaremos quebrando preconceitos e estigmas.

A AMME agradece a contribuição

CUIDANDO DO CUIDADOR: INTERVENÇÕES FAMILIARES

A importância dos grupos de apoio diante do diagnóstico da Esquizofrenia. A importância da intervenção familiar, compreendendo, aprendendo, buscando informações para que o processo de aceitação e melhora do paciente seja mais efetivo.

Assista esta LIVE enriquecedora.

Esquizofrenia e Estigma

Caso Não esteja visualizando o vídeo -> https://www.youtube.com/watch?v=44YPES_Mwz0Precisamos mudar o olhar da sociedade com referência a Esquizofrenia. Por desconhecimento, pessoas com Esquizofrenia sofrem grande preconceito e são rotulados. Informe-se antes de opiniões equivocadas. Agradecemos a atriz @lauraproencaatriz por aderir a esta campanha: Esquizofrenia. Sim, é possível conviver e viver!

12 de Abril – Dia Nacional de Enfrentamento à Psicofobia

Psicofobia é o preconceito com as pessoas com transtornos mentais.

Devido ao uso inapropriado de doenças para fazer piadas, associar a marginalidade, muitos que padecem de transtornos acabam por não procurar ajuda médica, agravando ainda mais sua condição mental.

Já está na hora de tratarmos as doenças /transtornos mentais com respeito, seriedade e empatia.

Assim como todo o corpo adoece, o cérebro é um órgão que também sofre alterações.

Ajude a quebrar preconceitos.

Uso incorreto das Palavras – ATENÇÃO!!


A partir de 1981, por influência do Ano Internacional e da Década das Pessoas Deficientes, estabelecidos pela ONU, começou-se a utilizar, pela primeira vez, a expressão “pessoa deficiente”. No Brasil, tornou-se bastante popular, principalmente entre os anos de 1986 e 1996, o uso do termo “portador de deficiência”. Mais à frente, uma outra terminologia, “pessoas com necessidades especiais”, também passou a ser questionada, já que qualquer indivíduo, com ou sem deficiência, possui necessidades especiais.

Canal sobre Esquizofrenia

Você conhece Claueber Barros? Não? então você precisa chegar neste canal no YOUTUBE e obterá muitas informações necessárias para que você cresça mais em informações.

Clau, como o chamo, conta de forma muito clara, sobre suas dificuldades do passado e até atuais, mas como tem treinado mentalmente para que tudo de ruim fique no  passado.

Você também poderá assistir a vídeos com os familiares falando a respeito.

Você não está sozinho!!!

É muito importante que você se inscreva no Canal e dê um like nos vídeos.

https://www.youtube.com/channel/UCJUnO_m9w7ynxlH0ksl6BzQ